sábado, 4 de setembro de 2010

Sapienti sat! "Ao sábio, basta!", isto é, "A bom entendedor meia palavra basta".


Por Borboleta Traiçoeira
Liberdade segundo o wikipédia em filosofia, designa de uma maneira negativa, a ausência de submissão, de servidão e de determinação, isto é, ela qualifica a independência do ser humano.

E o que esse assunto tem haver com a blogueira. Sinceramente? Tudo. Meu coração estava submisso. É isso mesmo, escrevi o termo estava propositalmente. Depois dos trinta cansei de esperar por algumas e inclusive de pessoas disponíveis. E parafraseando Raul Seixas, compreendi que além de dois existem mais. Então vou curtir a vida sem culpas, sem esperas, e de maneira um pouquinho irresponsável. To me libertando de algumas pessoas. To me libertado de algumas histórias. E como já falei um dia, não costume dá Ibope para pessoas que não gostam ou parece não gostar de mim.

Mês de agosto foi bom para mim...e na última semana então, sem comentários.
Então sigo por aí batendo as minhas asinhas e a espera de outras metamorses. 

2 comentários:

Ivane Ramos disse...

Risos, eu acho que entendi...

Ewerton, da ordem dos pobres Cavaleiros de Cristo! disse...

Já percebi que depois dos trinta temos que observar outros fatores que determinam nosso próximo passo...Liberdade? Como? Sei lá...tudo deve está em comum acordo com agente mesmo, não que "se dane os outros" ... não, é coisa nossa mesmo. Façamos então!