domingo, 26 de setembro de 2010

Encanta, canta e dá show!!

Já ouvi dizer que na vida nada é por acaso, nem um tropeço dado naquela pedra que há tanto tempo fica no teu caminho, o é...Mas há certos acontecimentos nessa minha vida de meu Deus que me fazem acreditar que destino é coisa palpável demais...
Salva pelo gongo da consciência, me lembrei que sábado era o dia em que meu RP* estaria mostrando sua habilidade musical em um local que muito o apraz...e lembrando do convite que por pouco não foi feito devido a essa minha 'qualidade' defectível de esquecer das coisas, liguei para a amiga mapleise e lá fomos nós para mais um lugar aonde nunca fui, aonde com certeza me sentiria a última dos moicanos, completamente deslocada e sem rumo....

Pois bem, até a sexta música tudo dera certo...fomos ouvintes e homenageadas...ótimo, a música que usei para me despedir do papi foi tocada....q bacana, chorei....esse cara sabe me fazer chorar, mil pontos a esse homem que me fez chorar. Continua o clima, a outra música que também seria o selo daquela primeira vez como ouvinte, e agora fã incondicional....rolou.
E eis que surge a outra amiga, desesperada, precisando de ajuda...e minha consciência me lembrando que aquele momento deveria ser somente um sábado sossegado para se curtir Raul, Renato....e todos os 'erres' possíveis sem nenhum desespero...rs, impossível, a partir do momento que você se diz amigo, se torna amigo, é para toda hora, na saúde, na doença, na alegria, na tristeza...rs
E lá fomos nós no meio do show, fazer o favor, com um sentimento de: poxa...é o fim!!!!
Sim, é o fim porque tudo o que ocorria parecia único, a primeira vez dói, mas dá prazer....pra completar o fim da noite, chego em casa, ligo o 'net' para mais uma das super postagens...rs, e me deparo com um recado...o recado do cantor, um cantor que continua tímido (o lado mais gostoso dele), mas que canta, encanta...e que dá show!!!
Era algo mais ou menos assim:
"Eu tô perdido
Sem pai nem mãe
Bem na porta da tua casa
Eu tô pedindo
A tua mão
E um pouquinho do braço
(...)
Estou pedindo
A tua mão
Me leve para qualquer lado
Só um pouquinho
De proteção
Ao maior abandonado"
Adorável Sedutora*

2 comentários:

Ewerton, da ordem dos pobres Cavaleiros de Cristo! disse...

Pensei duas vezes antes de ir ao encontro. Cumprindo mais um turno de 12hr, passei a metade do dia com outros irmãos. O certo é que eu tinha dado minha palavra que iria, e como minha palavra é um TIRO...pra lá fui. Algumas panes foram sanadas durante a correria de última hora, mas o pessoal queria mesmo era diversão, que significa: Tocar rock punk nacional e viajar no Rauzito,iniciando por "Banquete de lixo" até a "eu também vou reclamar".
Pronto, começou, (diz meu guri Rodrigão, "o gostosão": Tira o filtro da veia!!). E como sempre, lá está aquele público amigo fiel e freguês pronto pra pedir aquelas canções que não rola no "barzinho". Gente que conhecemos nos termos: "Porra cara essa musica é foda"..."toca GIZ!" e o clássico..."toca Raul".
Em particular, essa noite teve um atrativo a mais: "R.P." e "Toller", que com toda segurança e simpatia que uma munher pode trazer, proporcionaram, ainda que momentaneamente, uma noite tão ou mais agradável quanto poderia ser! Como diz o meu guri Júlio César,o imperador: "Valeu valeu".

Ivane Ramos disse...

Risos, faço minhas as palavras do Imperador César: valeu valeu!!!!