domingo, 30 de outubro de 2011

Clarice Lispector

Exagerada toda a vida: minhas paixões são ardentes; minhas dores de cotovelo, de querer morrer; louca do tipo desvairada; briguenta de tô de mal pra sempre; durmo treze horas seguidas; meus amigos são semi-irmãos; meus amores são sempre eternos e meus dramas, mexicanos!

terça-feira, 25 de outubro de 2011

domingo, 25 de setembro de 2011

Vi, gostei e resolvi publicar

Conheci pessoas irracionais, ilógicas e egocêntricas.
- Mesmo Assim convivi com elas

Já fiz muitas amizades, ganhei falsos amigos e verdadeiros inimigos.
- Mesmo assim continuo fazendo novas amizades

Já tomei grandes atitudes que foram esquecidas
- Mesmo assim continuo tendo grandes atitudes


Já levei muito tempo para construir sentimentos, que foram destruídos de um dia para o outro.
- Mesmo assim não deixo de construir

Já ajudei quem necessitava de ajuda,
mas no dia que necessitei de ajuda não fui ajudado.
- Mesmo assim ainda ajudo quem precisa

Já dei aos outros meu melhor,
corri o risco de me machucar, e me machuquei.
- Mesmo assim continuo dando o meu melhor sempre!

Amor e Poesias
Marcia Santos

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

As vantagens do homem mais velho


Tirando aventureiras em festas animadas e recém-separadas desesperadas, a maioria das mulheres prefere os homens maduros. Basta colocar George Clooney e Zac Efron lado a lado… Não há dúvidas de qual dos dois é a melhor opção.

Sem levar em conta que o homem mais velho é mais bem-sucedido que o mais novo, são melhores amantes (conhecem melhor os atalhos da mulher). Você mulher, não confunda ‘‘coroa’’ com ‘‘tiozão’’ até porque
um coroa geralmente é um desses homens bem-sucedidos, ótimo amante e não é velho, diga-se lá Richard Gere. O tiozão é aquele velhinho caquético à beira da morte do qual TODOS irão desconfiar que você está na verdade dando um belo de um golpe do baú no velhote APENAS atrás de seu dinheiro, vide #RIP Anna Nicole Smith.

Além do homem maduro valorizar melhor a mulher que está ao seu lado (deixe de lado as contas pagas, as viagens e tudo mais), ele valoriza é o que é absolutamente importante para uma mulher na cama, o clitóris, AQUELE LINDO.

O homem jovem tem a seu favor a potência e disposição física, mas isso acaba sendo não tão importante na hora do sexo. Mas o ímpeto de ser o ‘‘Fodão’’ nessas horas acaba atrapalhando o jovem pimpolho, sua ânsia de mostrar sua potência sexual atrapalha e na maioria das vezes, não satisfaz a parceira. Coisa que o homem mais velho, no alto de seu permanente estado alfa, não tem. O auto controle, seu maior senso de desejo e a mínima ansiedade dão a esse ser toda uma ‘‘potência’’ que o jovem praticamente não tem, a potência de dedicar-se a satisfazer sua fêmea, em primeiro lugar.

E, saibam, queridos amigos, uma mulher às vezes gosta de ouvir um basta, mas tem que saber falar, não adianta brigar e soltar os cachorros em cima, que isso apenas vai aumentar algo que nem deveria existir. Coisa que o homem mais velho tem de sobra, aquele olhar que já diz tudo e não nos deixe acelerar nossa natural histeria feminina e que nos ajude a ser ainda mais sociável.

Uma coisa que os homens maduros também são extremamente MODAFOQUERS é na hora que nós, mulheres tentamos usar de uma de nossas principais armas, o drama, geralmente pra conseguir algo que queremos muito e que se não conseguimos, fazemos de tudo para que ele se sinta culpado, esses aliens simplesmente, não caem nessa de dramatizar as situações como nós fazemos (e gostamos). O que esses seres celestiais fazem por nós é algo que jamais devemos esquecer. Eles nos fazem crescer e amadurecer, tanto na cama, quanto na vida.

Se você é só mais uma alienada anoréxica, sedenta por dinheiro, não leve esse texto em consideração, você quer apenas um ‘‘pai’’ que satisfaça seus caprichos idiotas e desnecessários como a menina mimada que você é.

Por Macaco Rosa

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Certificado




"Estou guardando o que há de bom em mim para lhe dar quando você chegar...". É assim que fico quando amo, planejo, trabalho, organizo para guardar tudo o que tenho de bom para oferecer para o Amor, e em mais uma alvorada, durante uma conversa através de troca de mensagens pelo celular, lá vem ele com as pérolas que tanto adoro, que me fortalecem.

É meus queridos, o amor me fortalece. Ai me peguei pensando em algumas coisinhas:
Em um relacionamento o importante não é ter o título de propriedade, mesmo que esse seja te dado com todas as letras, mas sim ganhar a alma, de onde vem o amor, o companheirismo, a amizade, o tesão...essas coisas você só vai descobrir com o crescimento, o crescimento que vocês nunca programaram, mas que acontece na relação.
Ai, volto a conversa pelo celular, você começa a ganhar todas as garantias do mundo, a felicidade transborda, mesmo com alguns atropelos da vida, e de repente, ele resolve te dizer que é todo teu, ai você como uma mulher normal começa a pensar em todas as coisas do mundo, tudo junto, tudo de uma só vez, de um jeito que só nós mulheres conseguimos pensar – e não são coisas do tipo: queimar filme do amado, ou pensar em testar sua resistência ou que ele é falho – mas você pensa em tudo, é aquela coisa: a palavra dita é igual flecha lançada...esses provérbios chineses, tailandeses, sei lá o que não dizem nada, e já falaram tudo.
Ai vem a pergunta: porque eles insistem em dizer essas palavrinhas mágicas (lembrem-se, to amando), e depois conseguem queimar o certificado com uma facilidade incrível e demagógica? Um gole a mais, uma raiva a mais, ou até mesmo, um simples olhar a mais acabam sempre num deslize, e esse deslize, como o próprio nome diz não é com você. O que te faz pensar que na realidade o cérebro masculino é diminuto, e só funciona para fazer as contas do mês, quem trabalha e pensa em tudo é o Senhor Pinto, o deus todo poderoso que controla as emoções, inclusive ereções, masculinas...Aquele que leva a frase mágica: ‘Sou todo seu’ para o quinto dos infernos...o destruidor de emoções, o inibidor de sentimentos...
Ficarei no aguardo dos próximos acontecimentos, e que esse mal não chegue agora...

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Semana do desapego

Por Borboleta Traiçoeira
Olá queridos eleitores,
Sei que as Mapleises estão em falta com vocês, mas como a vida é feita também de sustos, tudo é possível, inclusive o susto de não ter mais criatividade para escrever aqui no blog.
Acho que na verdade, quem comandará o blog por um tempo será eu, Borboleta Traiçoeira. Infelizmente a Adorável Sedutora terá que se ausentar por um tempo. E com isso também as aventuras estarão suspensas por um período indeterminado. Não pense que nós duas brigamos. Ainda somos amigas, mas como citei, a vida é feita de susto. Então ela teve uma grande surpresa e agora as suas prioridades são outras.
No post de hoje, o título da Semana do Desapego, que parece coisa de igreja evangélica, entretanto não chega nem perto. Olhando para o meu quarto, que está uma bagunça que nem a minha vida, decidir que vou eliminar algumas coisas que não servem mais, inclusive presentes de ex-namorados. Vai ser difícil, mas com fé na peruca, tudo vai dá certo.
A necessidade surgiu a partir do momento em que precisava de espaço, e não me refiro somente ao físico. Mudanças acontecerão.
O desapego também não se limita em coisas materiais. Estendem-se as pessoas.  Não que estou magoada com alguém, mas simplesmente não vou dá importância a quem não dá porra nenhuma. O desapego de pessoas que me prejudicam também será feito. E as pessoas que pensam quem estão ajudando? Algumas na verdade mas me atrapalham. Essas também serão eliminadas do meu convívio.
Não se assustem. Não é nenhuma chacina. Se bem que às vezes pensei em matar algumas pessoas.
To pensando se faço o ritual de queimar os objetos ou simplesmente passar para frente. Ainda não sei também o que faço com fotos e cartas. Mas provavelmente serão incinerados.  
E no mais, é só isso de novidade esta semana. 

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Dia dos namorados – Por ele

Não acredito que seja indicativo de amor qualquer coisa que envolva dinheiro. Não sou hippie, odeio artesanato, não sou idealista, só não consigo ver relação entre uma coisa e outra. Esse papo de traduzir o valor de uma pessoa através daquilo que compra para ela é um vício de relação. Deturpa a porra toda. Monetizar sentimentos é fácil para quem tem dinheiro. Quem tem grana não ama mais, ora, só gasta mais.
No outro extremo, a mulher poder dar qualquer coisa para o homem, um chinelo, um par de meias, para mim não tem problema algum. Desde, é claro, ela receba qualquer coisa também. Calma, é qualquer coisa lá do fundo do coração. Ninguém no casal deve se sentir um prêmio a ser conquistado a cada data especial. Essa desigualdade de obrigações supõe que a mulher já é um presente só por existir, se depilar, ficar cheirosa e fazer sexo com o namorado. Se ela não tivesse namorado, ela ainda existiria, se depilaria, ficaria cheirosa e faria sexo. Só que com outras pessoas. A menos, é claro, que a mulher SÓ tenha vaidade quando está namorando. Aí ela merece todos os presentes do mundo pelo esforço. E toda a análise do universo pela falta de autoestima.
E aí vem o argumento insólito de que é só um diazinho, que é para deixar de ser sovina filho da puta (como se o cara pudesse gastar mas não gastasse para garantir a previdência privada no futuro). Só que a memória é curta: tem aniversário, Natal, aniversário de namoro… São vários “diazinhos” que, quando chegam, suprimem os diazinhos que passaram. Cada dia especial que chega é o mais importante de todos, não adianta.
Estou começando a acreditar que o homem e a mulher têm alguns papéis definidos num relacionamento, mas eles são bem poucos e sutis. Ser o timoneiro do relacionamento, a pessoa que comanda as saídas e eventos, é bonito em algumas ocasiões, mas não é obrigação do homem. O único casal em que é obrigatório o homem ter sempre a palavra é o homossexual, porque aí não tem opção.
Gastar o fígado no dia dos namorados não quer dizer que a mulher é bem amada. Não dar um dia de princesa não quer dizer que ela é mal amada. Muitas vezes os dias mais importantes de um namoro acontecem quando você – em vez de gastar um centavo sequer – diz ou faz alguma coisa inesquecível e surpreendente. Romantismo com dinheiro é muito óbvio, é quase como se fosse uma fórmula infalível. A vida dá milhões de oportunidades para você ser uma pessoa exemplar – como namorado – independentemente de gastos.
E se a mulher vai amar mais o namorado depois que as amigas souberem do pós-dia 12 por causa da bolsa cara + suíte no Vips + carregamento de flores… Então ela está precisando desesperadamente de aceitação popular. Mamãe sempre diz “se você não matar, roubar ou fizer amor com crianças, não se importe com o que os outros pensam de você”, e ela está besuntada de razão.
Dos 365 dias que o ano oferece, você não precisa ter a obrigação de ser especial (de forma artificial) em três ou quatro dias. Um presente do nada no dia 15 de agosto tem muito mais valor por que não é convencional. Um final de semana perfeito não planejado é muito mais importante do que parecer obrigatoriamente feliz em um dia determinado só porque o comercio planejou isso. E assim vai por milhões de exemplos.
Minha namorada não faz questão de presentes. Ela quer que eu me importe com ela, faça pequenas surpresas, mostre que eu me interesso, pense em nós com carinho. Isso vale muito mais a pena. Mas estou procurando um presente legal. Não vai ser tão caro a ponto de impressionar as amigas dela. Mas tudo bem, elas sempre me adoraram por outros motivos.

TEXTO RETIRADO DO BLOG http://corramary.com/

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Eu indico

Mais um blog bem legal que eu indico. Lá se fala de tudo, mas esse post tá muito divertido. E você, ainda quer descubrir como ficar encalhada?

Por Silvio Carneiro
Minha amiga leitora, você é daquelas que sonha com o seu príncipe encantado? Você chora e ri ao mesmo tempo enquanto assiste a alguma comédia romântica? Sua avó (tia velha ou qualquer outro equivalente familiar) vive lhe perguntando quando é que você vai dar um netinho pra ela? Vive num estado de carência de dar inveja a qualquer madre carmelita? Se você respondeu “sim” a, pelo menos, uma dessas perguntas anteriores, você está FODIDA! Quer dizer, você bem queria estar fodida, mas você está mesmo é ENCALHADA! E as notícias não são muito boas. Se continuar agindo como a maioria das mulheres nessas condições a tendência é só piorar, porque, além de encalhada, você está ficando VELHA a cada dia. (Leia mais)

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Discordância em três atos.


Como de costume, discordo de algumas opiniões destacada no post abaixo. Assim como as mulheres, é difícil entender a mente masculina. Está certo que a entrevista foi feita por um homem entrevistando homens. Mas não me pareceu uma coisa tipo “Marília Gabriela.
Espero que meu amigo, que escreveu o texto abaixo, não fique chateado com as minhas opiniões, pois elas se refletem na observação do cotidiano de das minhas próprios experiências.

1- Ele pode está falando que gosta de você, mas isso não será só mais uma estratégia para levar a moça para a cama? Nunca saberemos. O que se sabe que mulher se conquista pelos ouvidos, e umas palavras bonitas sempre fazem parte da prática masculina.
E mesmo que ele diga “a gente fica um tempão”, isso ainda não é o suficiente para dizer que estamos em território próprio.
2- A meu ver, homem que gosta da namorada, da mulher, sempre usa pronomes possessivos tipo: “Essa é a minha mulher”. “Essa vai ser a mãe do meu filho”. “Vou te apresentar a minha namorada”. Isso é algo fácil de explicar, homem que está com essa mulher adora anunciar um título, que nas entrelinhas, diz que tem orgulho de você, ou então, há planos no futuro que a incluem. Simples como 2 + 2 são 4.
3 – Ahhh....essa história de quando está bebendo e me liga, pode contar, vai no mínino levar um ralho meu. Se quiser resolver alguma coisa comigo, que resolva em estado não etílico. Esse negócio de me ligar porre, me lembra uma música do Gabriel Pensador, a 2345MEIA78, cujo começa assim:
“Fim de semana chegando e o coitado tá no osso
Mas acaba de encontar a solução
Coloca um caderninho no bolso,
Apanha umas fichas e corre prum orelhão
É o seu velho caderninho de telefone
Com o nome e o número de um monte de mulhé
E ele vai ligar pra todas até conseguir chamar uma gata pra sair e dar um role
2345Meia78!
Tá na hora de molhar o biscoito!
Eu tô no osso mas eu não me canso!
Tá na hora de afogar o ganso!
Letra "A", vâmo começar: Alô, por favor, Ana Maria está?”

E vai da letra “A” até onde der na ordem alfabética. E outra coisa.
Sabemos que o amor de um homem não é mesmo o amor de uma mulher. Não é porque são incapazes de amar, e sim porque é diferente. Homem costuma a ser mais simples, mais direto do que a mulher, que em sua capacidade de complicar as coisas, sempre faz questão de demonstrar para o homem que o ama. Já ele, vai demorar a demonstrar isso. E se demonstra isso no segundo encontro, juro que ficamos assustadas. Pois queremos um grande amor, e não um grude.
Homem que gosta da mulher que tem, sempre vai procurar protegê-la. Nada de mimo, só proteção. Se você ta doente, ele vai à farmácia e compra o remédio e pronto. Nada de ficar na beira da cama olhando a sua respiração, isso é coisa de cinema.
Ele não pode te acompanhar ao shopping para ver você comprando um vestido. Mas ele vai te levar na festa, te apresentar com um belo pronome possessivo, e não largara a sua mão. Mas não esqueça, isso é uma declaração, sem o “eu te amo, mas é uma declaração.
Então amiga, se você encontrou um desses, reze, cuide, mime, ame, seja atenciosa, amável e compreensiva.
E você homem, comece a declarar, prover e proteger. Com esses itens, sei que já é um grande começo.
Abraços!

sábado, 30 de abril de 2011

Revelações em três atos...

É verdade. São das conversas, principalmente, daquelas mais sinceras que a gente costuma ter no nosso dia-a-dia, que nascem alguns questionamentos, e no caso do texto, até respostas sobre o “ser” masculino. Sim, afinal, o blog das Mapleises também foi criado com o intuito de falar sobre eles, no que eles pensam, em como acabam com nosso sentimento em um minuto, ou como transformam nossa cama num campo minado e cheio de tesão...
Para deixar as coisas mais claras, explico que o texto foi feito por um homem, que questionou outros homens sobre perguntinhas simples referentes ao próprio universo masculino...Ficou engraçado, e interessante!
Vale lembrar, que ele surgiu, graças aos questionamentos de uma mapleise, e vejam no que deu:

“Certo dia eu conversava com uma amiga, aquela "amiga" que tudo é perfeito, se é que entendes...srs. Então,
  Era um dia daqueles, de lamentação e questionamento. Ela sofrera por um cara (aliás, eu adorava quando eles brigavam rsrs sempre sobrava pra mim um “consolo”), ela não entendia, achava que tudo acontecia com ela quando se tratava de namorados e não sabia mais a quem recorrer, com o risco, inclusive, de virar a casaca, pois achava que só outra mulher a entenderia. Fui direto com ela. Fulana, homem é ruim mesmo, mas me dá uns dias pra fazer uma pesquisa.
Daí peguei caneta e papel e fui à campo. Entrevistei homens que só existem em um lugar: no quartel rsrs...Digo isto porque no quartel é mais fácil de se encontrar todos os tipos de homens. (eu não sairia perguntando pra qualquer um na rua). Olha o que conclui.
1.      Quando o cara diz pra você: “Estamos juntos”, ele quer dizer que gosta de ficar com você, e não é por nada, Ele gosta mesmo de você, nada mais que isso, nada sério assim pra namorar ou compromissos e tal.
2.      Quando ele diz: “A gente fica a um tempão”. Significa que não cansa de você, a prova é que esta há um “tempão”! Ele poderia ficar com você esporadicamente, se você não fosse interessante.
3.      E quando ele está bebendo? (rsrs essa é muito boa!). Quando Ele está bebendo com amigos (em geral, depois da “BOLA”), este liga para a mulher “mais próxima”, a que se dá melhor com ele (independente do grau de relacionamento). Se isso acontecer com você, sinta-se agraciada e privilegiada, pois a ultima coisa que um HOMEM quer, naquele momento, é um BOMBOM DE ALHO para tira-gosto. Trate-o bem, fale coisas boas, tente compreendê-lo naquela ocasião, pois o certo é que ele sentiu sua falta, por isso ligou. E tem mais. Sua libido está em alta, é o momento mais sincero do homem e adivinha quem ele desejou?? Claro que foi VOCÊ!! Ele não quer a namorada, a amante, o esquema, a ficante...enfim, é você quem ele quer! Quanto tirar o proveito dessa fraqueza dele, só compete a quem ele escolher. É garantido que daí pra frente, não será APENAS SEXO!
4.      Nunca diga ao homem: “Relaxe, confie em mim” Porra, se fizer...ah, você acaba de despertar uma suspeita, a qual ele nunca imaginaria ter de você. Ele pode pensar, por exemplo, que você esteja querendo antecipar uma possível traição, ou algo do tipo. Se estão juntos há algum tempo, ele tem confiança em você, por mais que não demonstre. Não estrague tudo!
               As perguntas foram criadas na hora da entrevista, de acordo com o lugar (ambiente), circunstâncias e tipo de homem (este, não variou mesmo nas respostas). O texto foi baseado nas respostas obtidas durante conversações e entrevistas diretas. No total, trinta e nove homens foram ouvidos.
               Cara, eu já ri pra caralho produzindo esse texto, agora imagina na hora da entrevista..srsr..porra, você não faz idéia como homem pensa igual mesmo!
                      Mas sim, voltando pra minha “amiga” rsrs. Ela adorou o que fiz e recompensou. Ainda hoje, é pra ela quem ligo, é com ela que fico. Afinal, “estamos juntos há um tempão” .
                  

segunda-feira, 18 de abril de 2011

terça-feira, 5 de abril de 2011

'HOMEM TEM QUE SER TRATADO IGUAL CABELO!'

Num dia a gente prende, no outro solta, num dia a gente alisa, no outro enrola, dá uma cortada quando precisa, numa semana a gente amacia, na outra é só jogar de lado e ele fica ótimo!
Fala a verdade...Cabelo dá trabalho...

Mas a mulher consegue viver careca?

domingo, 20 de março de 2011

Tudo sobre a cerveja... MUITO IMPORTANTE!!

 1. A CERVEJA MATA?
Sim. Sobretudo se a pessoa for atingida por uma caixa de cerveja com garrafas cheias. Anos atrás, um rapaz, ao passar pela rua aqui perto de casa na Vila Galvão, foi atingido por uma caixa de cerveja que caiu de um caminhão, levando-o à morte instantânea. Além disso, casos de infarto do miocárdio em idosos teriam sido associados às propagandas de cervejas com modelos boazudas.

2. O USO CONTÍNUO DO ÁLCOOL PODE LEVAR AO USO DE DROGAS MAIS PESADAS?
Não. O álcool é a mais pesada das drogas: uma garrafa de cerveja pesa cerca de 900 gramas.

3. CERVEJA CAUSA DEPENDÊNCIA PSICOLÓGICA?
Não. 89,7% dos psicólogos e psicanalistas entrevistados preferem uísque.

4. MULHERES GRÁVIDAS PODEM BEBER SEM RISCO?
Sim. Está provado que nas blitz a polícia nunca pede o teste do bafômetro pras gestantes. E se elas tiverem que fazer o teste de andar em linha reta, sempre podem atribuir o desequilíbrio ao peso da barriga.

5. CERVEJA PODE DIMINUIR OS REFLEXOS DOS MOTORISTAS?
Não. Uma experiência foi feita com mais de 500 motoristas: foi dada uma caixa de cerveja para cada um beber e, em seguida, foram colocados um por um diante do espelho. Em nenhum dos casos, os reflexos foram alterados.

6. A BEBIDA ENVELHECE?
Sim. A bebida envelhece muito rápido. Para se ter uma idéia, se você deixar uma garrafa ou lata de cerveja aberta, ela perderá o seu sabor em aproximadamente quinze minutos.

7. A CERVEJA ATRAPALHA NO RENDIMENTO ESCOLAR?
Não, pelo contrário. Alguns donos de faculdade estão aumentando suas rendas
com a venda de cerveja nas cantinas e bares na esquina.

8. O QUE FAZ COM QUE A BEBIDA CHEGUE AOS ADOLESCENTES?
Inúmeras pesquisas vinham sendo feitas por laboratórios de renome e todas
indicam, em primeiríssimo lugar, o garçom.

9. CERVEJA ENGORDA?
Não. Quem engorda é você.

10. A CERVEJA CAUSA DIMINUIÇÃO DA MEMÓRIA?
Que eu me lembre, não.

sexta-feira, 18 de março de 2011

A força da Mulher Maravilha

Adrianne Palicki como a Mulher-Maravilha. Atriz que ganhou fama pelo seriado 'Friday night lights' foi a escolhida para interpretar a heroína Diana Prince. Até a cantora Beyoncé foi cotada para o remake da NBC, que está sendo produzido por David E. Kelley, de 'Ally McBeal' e 'Boston legal' (Foto: Divulgação)
Lynda Carter, a Mulher-Maravilha do seriado de TV 
 Quem nunca sonhou em ser a Mulher-Maravilha? Ter um laço mágico, pilotar um jato invisível e ainda por cima ter uma força de outro planeta.
E aí gente? Qual delas você queria ser?

quarta-feira, 16 de março de 2011

O encontro

Esse mês eu toquei no céu. Foi lindo, espetaculoso. Olhei a face de anjo. Sonhei, ri e me emocionei. Juro que não sabia como agir. O “anjo” me dominou. Fez-me feliz. Mas a minha emoção era tão grande que fiquei muda. Fiquei calada. Quis falar de quanto estava feliz, de quanto eu gostava dele. Porém procurei memorizar tudo que aconteceu no céu. Memorizou tudo. Até o ritmo cardíaco. Memorizei o cheiro. Memorizei as suas palavras, que acabou me dando vários adjetivos.
E toda vez que fecho os olhos, o “Anjo” me aparece.
O “Anjo” tem asas. Minhas asas de borboletas só podem acompanhar alguns metros.
Tudo pra mim foi tão real, tão intenso, tão renovador.
E o “Anjo” vôo.

Ponto G

(...)Ah, o ponto G, esse paraíso secreto que leva os homens a explorações minuciosas. Tanto trabalho por nada. Não temos um ponto G, mas dois, um em cada lateral da cabeça, e não é preciso tirar nossa roupa para nos deixar em êxtase. Falem, rapazes. Digam tudo o que sentem por nós, assim,assim...assim.
Concordo com a autora de A casa dos espíritos: o melhor afrodisíaco é a declaração de amor. Não aquelas mecânicas, faladas no piloto automático, mas as verdadeiras, sentidas, aquelas que os homens imaginam que basta serem ditas com o olhar e com as mãos, mas que fazemos questão de escutar, também com a voz. “Como eu gosto de estar com você, como você é linda, esqueço do tempo ao seu lado, que horas são? Já? Que me esperem, não consigo desgrudar de você, amor.” Caetano Veloso vendeu um milhão de cópias do seu último disco e tenho certeza que não foi por causa de “vou me embora, vou me embora, prenda minha...” e sim “ por que você me deixa tão solto, por que você não cola em mim?”
As feministas mais ortodoxas deve estar bufando. Tanta coisa pra se exigir de um homem: mais espaço na política, mais ajuda em casa, salários iguais e nada de gracinhas no escritório, e vem essa daí clamar palavras! Pois essa daqui acha tão interessante a idéia de igualdade entre os sexos que adoraria vê-los soltar o verbo como nós fazemos, expressar os sentimentos sem medo de ser piegas, afirmar e reafirmar diariamente como a gente é importante para eles e que saudades estavam do perfume do nosso cabelo. Clichês em último grau, reconheço, mas quem quer ser moderna nessa hora? Tudo o que se reivindica é o desbloqueio emocional masculino. Nossos hormônios saberão como agradecer.
Por Martha Medeiros

segunda-feira, 14 de março de 2011

Tentação (Piero Valmart)

Não me tente, ó menina,
Com essa beleza divina
Que me mostra, quase nua...
Não me tente, que enlouqueço,
E dos pudores esqueço,
Ante o que me insinua...

Há tempos que a desejo,
Sonho doido com seu beijo,
Sua boca de sedução...
E agora a vejo assim,
Projetar-se sobre mim,
Com tanta provocação...

Se me tenta, desejosa,
Qual uma gata manhosa,
Com tanta desfaçatez,
Vou deitá-la sobre a relva
E qual as feras na selva,
Possuí-la de uma vez!

domingo, 13 de março de 2011

Objetos Eróticos – Toda Mulher Deve Ter o Seu

Muitos homens se assustam ao descobrir que suas mulheres têm ou gostariam de ter objetos eróticos em casa, e erroneamente acreditam que eles não estão as satisfazendo sexualmente.
Segundo uma pesquisa realizada pela conceituada revista “Men’s Health”, com 363 mulheres, a grande maioria delas afirma fazer uso dos brinquedos eróticos quando seus parceiros não estão por perto. E o fato de mais da metade delas preferirem os vibradores em formatos de pênis, confirma que os homens são sim muito importantes para elas, sexualmente falando. Apenas 18% das entrevistadas disseram preferir os vibradores menores em outros formatos, como os que imitam batons ou pincéis de blush, os chamados vibradores dissimulados.
Os produtos eróticos são de grande importância na vida sexual de um casal, através deles a mulher e o homem tornam-se mais desinibidos em relação ao sexo, passam a levá-lo de uma forma mais descontraída, sem tensão, vergonha ou tabus, o que com certeza é muito positivo em uma relação.
Portanto, os homens ao invés de se assustarem ao depararem com sua namorada ou esposa dizendo ter vontade de comprar o vibrador, estimulador, adstringente vaginal, ou seja o que for, devem se oferecer para ir com ela até a loja ou acessarem juntos o site de uma sex shop online e escolherem juntos os produtos. Afinal, os dois serão beneficiados com esses “brinquedinhos apimentados”.
Para quem prefere fazer suas compras eróticas sem sair de casa, uma ótima dica é o site www.sexshopcenter.com.br uma sex shop completíssima, onde você encontra os melhores produtos eróticos do mercado por preços inacreditáveis, e ao fazer seu pedido você irá recebê-lo em sua casa em embalagem super discreta, e em poucos dias, para desfrutar de cada um deles com seu amor.

Informações da www.sexshopcenter.com.br

sábado, 12 de março de 2011

Amor virtual

É impressionante como a internet nos abre um leque de oportunidades. Há quem sabe aproveitar! Hoje, você pode ser a pessoa mais sozinha do mundo. Mas se tiveres essa ferramenta tecnológica, você será sozinho se quiser. Por quê?
Hoje a trilhões de redes sociais, salas de bate-papo. Nelas, você tudo pode. De uma simples amizade ou até mesmo realizar fantasias sexuais. E o melhor de tudo, ou pior de tudo: sem compromisso nenhum. A internet, você pode falar com qualquer pessoa na terra.
Porém, acaba-se metendo em cada besteira.
Um dos exemplos rotineiro são esses sites de relacionamento, no qual tem o subtítulo dizendo que nele você vai encontrar o amor da sua vida. Lá tem fotos de casais que deram certo. Uma mensagem subliminar impera dentro da sua cabeça e você acaba se cadastrando.
O que descrevi foi a primeira etapa. Já na segunda etapa, você começa a procurar o bendito príncipe encantando. Experiência própria, fiquei dois anos nessa porcaria e tive uma conclusão: A coisa ta braba!
Recentemente, decidir sair desse site. Mas  a burocracia é tanta, que dá vontade de jogar o computador pro espaço.
1ª pergunta: Você tem certeza que quer encerra a sua conta?
2ª pergunta: qual é motivo?
3ª pergunta: Você tem certeza que quer encerra a sua conta? (proposital)
4ª pergunta: Lista o seu motivo e diga por que você não está satisfeito.
5ª pergunta:  Você tem certeza que quer encerra a sua conta? (Puta que pariu)
6ª pergunta:  Você tem certeza que não quer entrar em contato com esses gatos?
Obs: só aparece gente feia! Uó do borogodó.
7ª pergunta:  Você tem certeza que quer encerra a sua conta?  Você não poderá usar mais esse login.
E por fim. Encerrou a conta.

sexta-feira, 11 de março de 2011

O dia em de deixei de ser romântica


Hoje, na minha era balzaquiana, posso falar que estou na minha fase menos romântica. Por quê?  Não sei. Não adiante botar culpa nos homens e nem nas desilusões que já vivi. São circunstâncias.
E por que estou falando de romantismo?
Nesses tempos de dureza, tive um flash back  com um ex-namorado. Na verdade, hoje, mais amigo que ex-namorado. Durante o rala-e-rola, no fim do vamos ver, ele veio com um frase, que me fez cair na gargalhada (internamente): - Pensei que seria mais romântico!
Veja bem, nada contra o romantismo, mas naquela altura, o que eu queria era me divertir.
Não quis retrucar, pois o que pensei: “o romantismo que vem de mim, só verá quem eu quiser, que for merecedor”. Egoísmo? Pode ser. Mas prefiro não desperdiçar os meus dotes amorosos com algumas aventuras. Quero algo papável, ou seja, algo tangível, real.   
Não posso me comportar agora como se eu estivesse 20 anos de idade. E quando me olho com essa idade, vejo como era chata. Hoje sei me divertir mais.
Então, você que fica questionando o meu lado romântica de ser, por que não se diverti comigo e o meu lado mais alegre?

quarta-feira, 9 de março de 2011

Nós queremos dar

Hoje, indicarei um texto de Monique Valente. Fala sobre transa, fazer amor, sexo ou dá. Vale a pena conferir. Click aqui.

O Caminhoneiro e a Abóbora

Era tarde da noite, o caminhoneiro guiava pensando em mulher, no maior "atraso".
Ao avistar uma plantação de abóboras, pensou:
- Uma abóbora... hmmmmm... é macia, úmida por dentro... Hummmmmmmm... (caminhoneiro pensando)
Ninguém por perto, ele parou o caminhão, escolheu a abóbora mais redondinha, mais "gostosinha"... deu-lhe um talho no tamanho apropriado e, morto de tesão, iniciou o "serviço".
Na empolgação, nem percebeu a chegada de uma viatura da Polícia Rodoviária.
- Desculpe-me, senhor!
- interrompeu, perplexo, o Patrulheiro - mas acaso o senhor está... transando com uma abóbora?
O caminhoneiro, assustado:
- Abóbora? Putaquiupariu! Já deu meia-noite? Cindereeela! CINDEREEEEEEELA! CADÊ VOCÊ MINHA NEGA?

sábado, 5 de março de 2011

Orgasmo vaginal

O orgasmo vaginal se constitui em um problema para vários casais e para mulheres em especial, devido a sua relativa dificuldade de ser alcançado, em comparação ao clitoriano.

Na tentativa de ajudar as pessoas que estão enfrentando esse problema, abaixo estão algumas dicas que são o resumo de pesquisas e testes práticos.   

 Prática:

Só parta para a penetração quando a mulher estiver cheia de tesão, sem isso, a possibilidade de insucesso é muito maior.

Descubra a posição que você mais gosta e mais te excita, de quatro, papai e mamãe, cavalinho, de bruços de lado e por aí vai

Faça uma experiência científica. Coloque o seu parceiro para testar a melhor forma de penetração. Vibrando, rápido, devagar, inclinado, diretamente, rebolando. Teste tudo, quando descobrir a maneira ideal, de prioridade a fazer estes movimentos.

Compre um anel peniano. E um acessório em forma de anel, como o próprio  nome diz, que fica na base do pênis, tem um pequeno filamento que na hora da  penetração toca o clitóris, causando uma tremenda excitação.

Uma outra dica boa é fazer um pré-aquecimento, da vagina excitando-a com um ou dois dedos. Procure fixar a massagem no ponto G, empregue força nisso, faça movimentos circulares.


Compre uma bolinha tailandesa. E um excelente acessório que potencializa bastante o orgasmo vaginal apesar de ser usada analmente. As bolinhas são  uma cordinha com cinco esferas, possuem três tamanhos, p - m - g, sugiro a  média ou grande. Para uma melhor limpeza do material, você deve sempre  usá-las dentro de uma camisinha com uma lubrificação extra de KY. O seu  parceiro deve introduzir as bolinhas depois que você já estiver excitada, e não a frio. Este brinquedo possui uma argola no final do cordão, é interessante amarrar um barbante a esta argola, para você mesmo excitar o  seu ânus da maneira que mais lhe agrada.

Aqui vai um conselho para os homens –  você mulher não leia, é segredo profissional.

Você precisa ter em mente que o melhor parceiro sexual, não é necessariamente o que gasta todo o tempo nos finalmentes, nem o que abusa da preliminar. O verdadeiro animal na cama é aquele que é um mestre da psicologia, da sensibilidade e do auto-controle, aliado obviamente ao vigor físico. Esses requisitos são necessários para saber precisamente com que tipo de parceira você está lidando, e qual a dose de cada item você deve lhe dar para deixá-la extasiada. Por isso, às vezes é melhor comprar um manual de leitura fria ou psicologia do que uma bomba para aumentar o pênis.

do http://sexo100dor.bloguedoido.com

quinta-feira, 3 de março de 2011

Lista dos desejos femininos

Lista Original
 Eu quero um homem que...
 1. Seja lindo,
 2. Encantador,
 3. Financeiramente estável,
 4. Um bom ouvinte,
 5. Divertido,
 6. Em boa forma física,
 7. Se vista bem,
 8. Aprecie as coisas mais finas,
 9. Faça muitas surpresas agradáveis,
 10. Seja um amante impulsivo, animal, criativo e romântico.

 Lista Revisada aos 32 Anos
 Eu quero um homem que....
 1. Seja bonitinho,
 2. Abra a porta do carro
 3 Tenha dinheiro suficiente para jantar fora com certa frequência
 4. Ouça mais do que fale,
 5. Ria das minhas piadas,
 6. Carregue as sacolas do mercado com facilidade,
 7. Tenha no mínimo uma gravata,
 8. Lembre de aniversários e datas especiais,
 9. Procure romance uma vez por semana.

 Lista Revisada aos 42 Anos
 Eu quero um homem que....
 1. Não seja muito feio,
 2. Espere eu me sentar no carro antes de começar a acelerar,
 3. Tenha um emprego fixo
 4. Balance a cabeça enquanto eu falo,
 5. Esteja em forma ao menos para mudar a mobília de lugar,
 6. Use camisetas que cubram sua barriga,
 7. Não compre cidra achando que é champagne,
 8. Se lembre de abaixar a tampa da privada (já tá bom, né? Esquece o
 Romance...)

 Lista Revisada aos 52 Anos
 Eu quero um homem que..
 1. Corte os pelos do nariz e das orelhas,
 2. Não coce o saco nem cuspa em público,
 3. Não sustente as irmãs, nem as filhas do primeiro casamento
 4. Não balance a cabeça até dormir enquanto eu estou reclamando,
 5. Não conte a mesma piada o tempo todo.

 Lista Revisada aos 62 Anos
 Eu quero um homem que...
 1. Não assuste as crianças pequenas,
 2. Ronque bem baixinho quando dorme,
 3. Esteja em forma suficiente para ficar de pé sozinho,
 4. Use cueca e meias limpas

 Lista Revisada aos 72 Anos
 Eu quero um homem que...
 1. Respire,
 2. Lembre onde deixou seus dentes

 Lista Revisada aos 88 Anos
 Eu quero um homem que...
 1. O que é um homem, mesmo ???

terça-feira, 1 de março de 2011

Por que eu não desisto de você

"Eu não desisto de você
Voce precisa entender
Que eu não me inspiro sem você
Sem voce eu não me inspiro
Meu dia d, meu "e"
Meu ponto 'g' meu 'chi'
Eu não respiro sem você
Sem voce eu não respiro
Você me perguntou
Eu engasguei sem coragem, travei
Não me atrevi a responder
Por que é que eu não desisto de você?
Porque?
Eu não desisto
Por que é que eu não desisto de você?
Porque?
Eu não desisto
Se você pensa em mim
Se você me abraça
A vida é graça plena
A vida é cheia de graça..."

Kid Abelha
PS: Momento musical: pensando nele...
Adorável Sedutora*

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A DOIDA E O DOIDO

No corredor do manicômio, uma doida se diverte com sua cadeira de rodas.
Anda de um lado pro outro, imitando o barulho de um carro de corrida. De
repente, sai um louco de um quarto, olha para ela e diz:

- Desculpe-me, mas a senhora estava circulando acima do limite de velocidade

Posso ver sua carteira de habilitação?

A doida procura nos bolsos da sua bata e tira um vale transporte

usado. O louco examina o documento, devolve, e, depois de adverti-la
sobre os perigos do excesso de velocidade, a libera.
 
A doida segue em frente nas suas 500 milhas de Indianápolis e, ao passar
pelo quarto do mesmo louco, ele a detém novamente e diz:
- Desculpe-me, mas a senhora estava transitando na contra-mão. Posso
ver os documentos do seu carro?
 
A doida remexe novamente nos bolsos e tira um tíquete de supermercado
todo amarrotado.
 
O louco vê que a documentação está em ordem, faz nova advertência e
deixa-a ir embora.
 
A doida dispara novamente pelo corredor e, quando passa novamente pela
porta do doido, ele sai pela terceira vez do seu quarto, agora
totalmente pelado e de pau duro .
 
*A doida olha pra ele, arregala os olhos e diz: *
 
*- Ah, nãooooo... !!! Teste do bafômetro de novo? *

Cãozinho e a Borboleta


Por Borboleta Traiçoeira
Sempre quero entender o que se passa na mente de um pretendente meu. Há quase um ano vocês acompanham a história de uma borboleta e sua paixão por um cãozinho chamado Chico. Talvez a borboleta não entenda a mente desse cãozinho, que é fiel, companheiro, discreto e dedicado. Já a Borboleta, anda solta, livre, sem compromisso. Espécies diferentes: como conciliar esse tipo de amor?
A borboleta brinca com o cão. O cão, de vez em quando, corresponde a brincadeira. Mas quando se sente em perigo, foge da situação.  Mas a borboleta não quer intimidar o seu affer. Não são gestos, nem palavras. Mas são atitudes que vão determinar o destino dos dois personagens. Parece a História do “Feitiço de Áquila”.   
Enquanto isso cada um segue o seu caminho. Se esbarrando de vez em quando. Na troca de olhares, sorrisos, toques e brincadeiras.

Lia Sophia

Composição: Débora Vasconcelos
Boca
Boca que come
Boca que fala
Cala e responde
Corpo
Corpo é o desejo
Louco por beijo
Chama o meu nome
Mas você não quer
Você não diz
Nem quer saber
Se pode ser feliz
Boca
Boca me beija
Que me deseja
Com tanta fome
Mas você não quer
Você não diz
Nem quer saber
Que pode ser feliz

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Pra segui em frente é preciso ir embora?

É engraçada a maneira de como traçamos o roteiro das nossas vidas. Eu, com a minha vida de Mapleise, sempre procuro ser esfuziante, fabulosa e livre.
Vendo a 6ª temporada do seriado americano Sex and the City, no episódio “Depois daquele Post It”, o qual Carrie Bradshaw leva uma fora de um namorado através de uma papel de recado ou post it, pude ver como terminar uma relação é sempre complicada.
Mas vamos nós! Vou pedir ajuda ao público masculino? Qual a melhor forma de terminar uma relação? Mandar recado ao porteiro? Por e-mail? Por telefone? Ou por mensagem de celular?
No seriado, Carrie recebeu o seguinte recado:
I’m sorry.
I can’t.
Don’t hate-me.
Ou,
Desculpe, mas não posso. Não me odeie.
A protagonista da série disse com todas as palavras o que eu pensei. Terminar por telefone é grosseiro, mas terminar através de um post it é irritante.
Carrie afirma que tudo tem uma razão de ser. Geralmente quem diz isso são mulheres recuperando-se de uma separação. Os homens conseguem terminar uma relação sem nenhum adeus, mas as mulheres têm que se casar ou aprender uma lição.
Carrie faz o seguinte questionamento: Por que temos tanta pressa em passar de confusão a Confúcio? Queremos uma lição para diminuir a dor?
Enquanto ela aceitava o fato de que a vida foi por água abaixo, percebeu que nem altos e nem baixos fariam daquele dia outra coisa que não fosse o dia do rompimento do post it.
E não fugindo da vida real, no ano de “1914”, recebi a seguinte mensagem: “Fulana, to no trabalho. Não to bem e preciso de um tempo para mim. To refletindo sobre muitas coisas. Depois eu te ligo.”
Sutil não?
Porra nenhuma! Irritante também.
Atitude exclusiva de homens medíocres. Medíocres porque não conseguem dialogar. E juro que fiquei decepcionada com uma atitude tão grotesca. E o “dia do meu rompimento” foi no dia 31 de dezembro.
O Pavão, apelido carinhoso que dei para o ex, deve achar que vou ficar guardada numa caixinha esperando a boa vontade do Pavão voltar. Mas o bom do “tempo” é que não houve validade. Então, desde o momento em que recebi o recadinho, já me considerei livre, leve e totalmente solta.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Essa paixão!!


“Já não sei dizer
Se ainda sei sentir
O meu coração já não me pertence
Já não quer mais
Me obedecer...
(...)
Me sinto tão só
E dizem que a solidão
Até que me faz bem...”
       Maurício, por Renato Russo.

Engraçado essa coisa do amar alguém, gostar de alguém tanto e a tal ponto, que no terceiro encontro você já carrega o pensamento de jamais dizer adeus! Tenho me sentindo assim, totalmente entregue a essa paixão que tem me feito feliz, me feito mulher...
Você recita Vinícius e o seu Soneto da Fidelidade, e fica achando que o relacionamento vai ser sempre “só Love” o resto dos seus dias. E até poderia ser, mas o amante sempre esquece das diferenças do seu preferido, aquelas mesmas diferenças que marcaram esse desejo que arrebatou esse casal.
O modo de pensar, as coisas que se aprecia e o outro não, e acima de tudo o respeito, a cumplicidade, o carinho... E aí, os dias vão passando, os laços, as carícias, os beijos, tudo vai se transformando. Aos fadados ao fracasso, isso diminui...aos que querem descobrir mais, provar mais, querem mais...as trocas continuam!
E você, aquela pessoa totalmente liberada e acostumada a ser só com seus sentimentos, ultrapassa limites que deveriam ser respeitados, os seus e os dele. Graças a isso, você aprende a fazer tabuada e começa a somar dias de ausência,mensagens cujo encanto e sabor perdem por um tempo aquele romantismo que ele tem você...
E agora? Agora estamos assim, feito dois desconhecidos, rs...tentando se redescobrir. E nessa tentativa, me vejo aqui, louca para te agarrar.
E você...você ai, bem distante de mim.
Mas não é o fim, e nem a conversa que ainda teremos que ter...

Adorável Sedutora*

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Assalto a banco - Luís Fernando Veríssimo

__Alô? Quem tá falando?
— Aqui é o ladrão.
— Desculpe, a telefonista deve ter se enganado, eu não queria falar com o dono do banco. Tem algum funcionário aí?
— Não, os funcionário tá tudo refém.
— Há, eu entendo. Afinal, eles trabalham quatorze horas por dia, ganham um salário ridículo, vivem levando esporro, mas não pedem demissão porque não encontram outro emprego, né? Vida difícil... mas será que eu não poderia dar uma palavrinha com um deles?
— Impossível. Eles tá tudo amordaçado.
— Foi o que pensei. Gestão moderna, né? Se fizerem qualquer crítica, vão pro olho da rua. Não haverá, então, algum chefe por aí?
— Claro que não mermão. Quanta inguinorânça! O chefe tá na cadeia, que é o lugar mais seguro pra se comandar assalto!
— Bom... Sabe o que que é? Eu tenho uma conta...
— Tamo levando tudo, ô bacana. O saldo da tua conta é zero!
— Não, isso eu já sabia. Eu sou professor! O que eu queria mesmo era uma informação sobre juro.
— Companheiro, eu sou um ladrão pé-de-chinelo. Meu negócio é pequeno. Assalto a banco, vez ou outra um seqüestro. Pra saber de juro é melhor tu ligá pra Brasília.
— Sei, sei. O senhor ta na informalidade, né? Também, com o preço que tão cobrando por um voto hoje em dia... mas, será que não podia fazer um favor pra mim? É que eu atrasei o pagamento do cartão e queria saber quanto vou pagar de taxa.
— Tu tá pensando que eu tô brincando? Isso é um assalto!
— Longe de mim pensar que o senhor está de brincadeira! Que é um assalto eu sei perfeitamente; ninguém no mundo cobra os juros que cobram no Brasil. Mas queria saber o número preciso: seis por cento, sete por cento?
— Eu acho que tu não tá entendendo, ô mané. Sou assaltante. Trabalho na base da intimidação e da chantagem, saca?
— Ah, já tava esperando. Você vai querer vender um seguro de vida ou um título de capitalização, né?
— Não...já falei...eu sou... Peraí bacana... hoje eu tô bonzinho e vou quebrar o teu galho.
(um minuto depois)
— Alô? O sujeito aqui tá dizendo que é oito por cento ao mês.
— Puxa, que incrível!
— Incrive por que? Tu achava que era menos?
— Não, achava que era mais ou menos isso mesmo. Tô impressionado é que, pela primeira vez na vida, eu consegui obter uma informação de uma empresa prestadora de serviço pelo telefone em menos de meia hora e sem ouvir 'Pour Elise'.
— Quer saber? Fui com a tua cara. Acabei de dar umas bordoadas no gerente e ele falou que vai te dar um desconto. Só vai te cobrar quatro por cento, tá ligado?
— Não acredito! E eu não vou ter que comprar nenhum produto do banco?
— Nadica de nada, já ta tudo acertado!
— Muito obrigado, meu senhor. Nunca fui tratado dessa...
(De repente, ouvem-se tiros, gritos)
— Ih, sujou! Puliça!
— Polícia? Que polícia? Alô? Alô?
(sinal de ocupado)
— Droga! Maldito Estado: quando o negócio começa a funcionar, entra o Governo e estraga tudo!
       (Luís Fernando Veríssimo)

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

CONVIDANDO UMA MULHER PARA JANTAR:

Quando um homem chama uma mulher para sair, não sabe o grau de estresse que isso desencadeia em nossas vidas. O que venho contar aqui hoje é mais dedicado aos homens do que às mulheres. Acho importante que eles saibam
O que se passa nos bastidores. Você, mulher, está flertando um Zé Ruela qualquer. Com sorte, ele acaba te chamando para sair. Vamos supor, um jantar.

Ele diz, como se fosse a coisa mais simples do mundo 'Vamos jantar amanhã?'.
Você sorri e responde, como se fosse a coisa mais simples do  mundo: 'Claro, vamos sim'.
Começou o inferno na Terra. Foi dada a largada. Você começa a se reprogramar mentalmente e pensar em tudo que tem que fazer para estar apresentável até lá. Cancela todos os seus compromissos canceláveis e começa a odisséia.
Evidentemente, você também para de comer, afinal, quer estar em forma no dia do jantar e mulher sempre se acha gorda. Daqui pra frente, você começa a fazer a dieta do queijo: fica sem comer nada o dia inteiro e quando sente que vai desmaiar come uma fatia de queijo. Muito saudável.

Primeira coisa: fazer mãos e pés. Quem se importa se é inverno e você provavelmente vai usar uma bota de cano alto? Mãos e pés tem que estar feitos - e lá se vai uma hora do seu dia. Vocês (homens) devem estar se perguntando 'Mão tudo bem, mas porque pé, se ela vai de botas?' Lei de Murphy. Sempre dá merda.
Uma vez pensei assim e o infeliz me levou para um restaurante japonês daqueles em que tem que tirar o sapato para sentar naqueles tatames. Tomei no cu bonito! Tive que tirar o sapato com aquela sola do pé cracuda, esmalte semi-descascado e cutícula do tamanho de um champignon! Vai que ele te coloca em alguma outra situação impossível de prever que te obriga a tirar o sapato? Para nossa paz de espírito, melhor fazer mão é pé, até porque boa parte dessa raça tem uma tara bizarra por pé feminino. OBS: Isso me emputece.. Passo horas na academia malhando minha bunda e o desgraçado vai reparar justamente onde? Na porra do pé! Isso é coisa de... Melhor mudar de assunto...

As mais caprichosas, além de fazer mão e pé, ainda fazem algum tratamento capilar no salão: hidratação, escova, corte, tintura, retoque de raiz, etc. Eu não faço, mas conheço quem faça.

Ah sim, já ia esquecendo. Tem a depilação. Essa os homens não podem nem contestar. Quem quer sair com uma mulher não depilada, mesmo que seja apenas para um inocente jantar? Lá vai você depilar perna, axila, virilha, sobrancelha etc, etc. Tem mulher que depila até o cu! Mulher sofre! E lá se vai mais uma hora do seu dia. E uma hora bem dolorida, diga-se de passagem.

Dia seguinte.
É hoje seu grande dia. Quando vou sair com alguém, faço questão da dar uma passada na academia no dia, para malhar desumanamente até quase cuspir o pulmão. Não, não é para emagrecer, é para deixar minha bunda e minhas pernas enormes e durinhas (elas ficam inchadas depois de malhar).

Geralmente, o Zé Ruela não comunica onde vai levar a gente. Surge aquele dilema da roupa. Com certeza você vai errar, resta escolher se quer errar para mais ou para menos. Se te serve de consolo, ele não vai perceber.

Alias, ele não vai perceber nada. Você pode aparecer de Armani ou enrolada em um saco de batatas, tanto faz. Eles não reparam em detalhe nenhum, mas sabem dizer quando estamos bonitas (só não sabem o porquê). Mas, é como dizia Angie Dickinson: 'Eu me visto para as mulheres e me dispo para os homens'. Não tem como, a gente se arruma, mesmo que eles não reparem.

Escolhida a roupa, com a resignação que você vai errar, para mais ou para menos, vem a etapa do banho. Depois do banho e do cabelo, vem a maquiagem. Nessa etapa eu perco muito tempo. Lá vai a babaca separar cílio por cílio com palito de dente depois de passar rímel.

Depois vem a hora de se vestir. Homens não entendem, mas tem dias que a gente acorda gorda. É sério, no dia anterior o corpo estava lindo e no dia seguinte... LEITOA! Não sei o que é (provavelmente nossa imaginação), mas eu juro que acontece. Muitas vezes você compra uma roupa para um evento, na loja fica linda e na hora de sair fica uma merda. Se for um desses dias em que seu corpo está uma merda e o espelho está de sacanagem com a sua cara, é provável que você acabe com um pilha de roupas recusadas em cima da cama, chorando, com um armário cheio de roupa gritando 'EU NÃO TENHO  ROOOOOUUUUUPAAAA'. O chato é ter que refazer a maquiagem. E quando você inventa de colocar aquela calça apertada e tem que deitar na cama e pedir para outro ser humano enfiar ela em você? Uma gracinha, já vai para o jantar lacrada a vácuo. Se espirrar a calça perfura o pâncreas.

Ok, você achou uma roupa que ficou boa. Vem o dilema da lingerie. Salvo raras exceções, roupa feminina (incluindo lingerie) ou é bonita, ou é confortável.

Você olha para aquela sua calcinha de algodão do tamanho de uma lona de circo. Ela é confortável. E cor de pele. Praticamente um método anticoncepcional. Você pensa 'Eu não vou dar para ele hoje mesmo, que se foooda'. Você veste a calcinha.. Aí bate a culpa. Eu sinto culpa se ando com roupa confortável, meu inconsciente já associou estar bem vestida a sofrimento. Aí você começa a pensar 'E se mesmo sem dar para ele, ele pode acabar vendo a minha calcinha... Vai que no restaurante tem uma escada e eu tenho que subir na frente dele... se ele olhar para essa calcinha, broxará para todo o sempre comigo...'. Muito p... da vida, você tira a sua calcinha amiga e coloca uma daquelas porras mínimas e rendadas, que com certeza vão ficar entrando na sua bunda a noite toda. Melhor prevenir.

Os sapatos. Vale o mesmo que eu disse sobre roupas: ou é bonito, ou é confortável. Geralmente, quando tenho um encontro importante, opto por UMA PEÇA de roupa bem bonita e desconfortável, e o resto menos bonito mas confortável. FATO: Lei de Murphy impera. Com certeza me vai ser exigido esforço da parte comprometida pelo desconforto. Exemplo: Vou com roupa confortável e sapato assassino. Certeza que no meio da noite o animal vai soltar um 'Sei que você adora dançar, vamos sair para dançar! Eu tento fazer parecer que as lágrimas são de emoção. Uma vez, um sapato me machucou tanto, mas tanto, que fiz um bilhete para mim mesma e colei no sapato, para lembrar de nunca mais usar!. Porque eu não dei o sapato? Porra... me custou muito caro. Posso não usá-lo, mas quero tê-lo. Eu sei, eu sei, materialista do caralho. Vou voltar como besouro de esterco na próxima encarnação e comer muito coco para ver se evoluo espiritualmente! Mas por hora, o sapato fica.

Depois que você está toda montadinha, lutando mentalmente com seus dilemas do tipo 'será que dou para ele? É o terceiro encontro, talvez eu deva dar...' Começa a bater a ansiedade. Cada uma lida de um jeito.

Tenho um faniquito e começo a dizer que não quero ir. Não para ele, ligo para a infeliz da minha melhor amiga e digo que não quero mais ir, que sair para conhecer pessoas é muito estressante, que se um dia eu tiver um AVC é culpa dessa tensão toda que eu passei na vida toda em todos os primeiros encontros e que quero voltar tartaruga na próxima encarnação. Ela, coitada, escuta pacientemente e tenta me acalmar.

Agora imaginem vocês, se depois de tudo isso, o filho da p..... liga e cancela o encontro? 'Surgiu um imprevisto, podemos deixar para semana que vem?'.

Gente, não é má vontade ou intransigência, mas eu acho inadmissível uma coisa dessas, a menos que seja algo muito grave! Eu fico p..., p..., PU...da vida!
Claro, na cabecinha deles não custa nada mesmo, eles acham que é simples, que a gente levantou da cama e foi direto pro carro deles. Se eles soubessem o trabalho que dá, o estresse, o tempo perdido... nunca ousariam remarcar nada.
Se fode aí! Vem me buscar de maca e no soro, mas não desmarque comigo! Até porque, a essas alturas, a dieta radical do queijo está quase te fazendo desmaiar de fome, é questão de vida ou morte a porra do jantar! NÃO CANCELEM ENCONTROS A MENOS QUE TENHA ACONTECIDO ALGO MUITO, MUITO, GRAVE! DO TIPO...MORRER A MÃE OU O PAI TER UM  AVC NO TRÂNSITO.

Supondo que ele venha. Ele liga e diz que está chegando. Você passa perfume, escova os dentes e vai. Quando entra no carro já toma um eufemismo na lata 'HUMMM... tá cheirosa!' (tecla sap: 'Passou muito perfume, porra'). Ele nem sequer olha para a sua roupa. Ele não repara em nada, ele acha que você é assim ao natural. Eu não ligo, porque acho que homem que repara muito é meio viado, mas isso frustra algumas mulheres. E se ele for tirar a sua roupa, grandes chances dele tirar a calça junto com a calcinha e nem ver. Pois é, Minha Amiga, você passou a noite toda com a rendinha atochada no rego (que por sinal custou muito caro) para nada. Homens, vocês sabiam que uma boa calcinha, de marca, pode custar o mesmo que um MP4? Favor tirar sem rasgar.

Quando é comigo, passo tanto estresse que chego no jantar com um pouco de raiva do cidadão. No meio da noite, já não sinto mais meus dedos dos pés, devido ao princípio de gangrena em função do sapato de bico fino. Quando ele conta piadas e ri eu penso 'É, eu também estaria de bom humor, contando piada, se não fosse essa calcinha intra-uterina raspando no colo do meu útero'. A culpa não é deles, é minha, por ser surtada com a estética. Sinto o estômago fagocitando meu fígado, mas apenas belisco a comida de leve. Fico constrangida de mostrar toda a minha potência estomacal assim, de primeira.

Para finalizar, quero ressaltar que eu falei aqui do desgaste emocional e da disponibilidade de tempo que um encontro nos provoca. Nem sequer entrei no mérito do DINHEIRO. Pois é, tudo isso custa caro. Vou fazer uma estimativa POR BAIXO, muito por baixo, porque geralmente pagamos bem mais do que isso e fazemos mais tratamentos estéticos:

Roupa............... ......... .......... .......... ........... .......... R$ 200,00

Lingerie.... ......... .......... ........... ........... ......... .........R$ 80,00

Maquiagem... ........... ............ ......... ......... ......... ....R$ 50,00

Sapato...... ........... .......... ......... ......... .......  .. .........R$ 150,00

Depilação..... ......... ......... ......... .......... .......  ..... .....R$ 50,00

Mão e pé........... ........... ......... ........... .......... ......   ...R$ 15,00

Perfume..... .......... ........... ......... ......... .......  .. ........R$ 80,00

Pílula anticoncepcional. ......... ......... ...... ..............R$ 20,00

Ou seja, JOGANDO O VALOR BEM PARA BAIXO, gastamos, no barato, R$ 500,00 para sair com um Zé Ruela. Entendem porque eu bato o pé e digo que homem TEM QUE PAGAR O MOTEL? A gente gasta muito mais para sair com eles do que ele com a gente!


Por isto amigos, valorizem seu próximo encontro e aprendam um pouco mais, sobre este ser fodástico, chamado mulher.
                                                                           Homens...
Os homens bons são feios.
Os homens bonitos não são bons.
Os homens bonitos e bons são gays.
Os homens bonitos, bons e heterossexuais estão casados.
Os homens que não são bonitos, mas são bons, não têm dinheiro.
Os homens que não são bonitos, mas que são bons e com dinheiro, pensam que só
estamos atrás de seu dinheiro.
Os homens bonitos, que não são bons e são heterossexuais, não acham que somos suficientemente bonitas.
Os homens que nos acham bonitas, que são heterossexuais, bons e têm dinheiro, são covardes.
Os homens que são bonitos, bons, têm dinheiro e graças a Deus são heterossexuais, são tímidos e NUNCA DÃO O PRIMEIRO PASSO!

Os homens que nunca dão o primeiro passo, automaticamente perdem o interesse em nós quando tomamos a iniciativa.
AGORA.... QUEM NESSE MUNDO ENTENDE OS HOMENS?

MORAL DA HISTÓRIA:
Homens são como um bom vinho. Todos começam como uvas, e é dever da mulher pisa-los e mantê-los no escuro até que amadureçam e se tornem uma boa companhia
pro jantar.

COMENTARIO MASCULINO:
Repasso este email com dor de barriga de tanto rir e ao mesmo tempo adorando a circunstâncias de entender as mulheres. Não sei a autoria, mas deve ser de uma MULHER muito bem resolvida (talvez, decidida). Por isso mantive os palavrões. É muito bem escrito e bem didático... para nós, homens.